quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

No Cio


Eu te desejo, isso é tão claro, não raro, pois sou mulher de opinião, jamais diria um não se te devoro em sonhos; eu te desejo, mas um querer medonho, que corta, machuca, e rio...Que dança, uma puta, sem brio...eu te desejo, então me toco, dedos e mãos, me como, me domo, e conto...eu rio, do teu tesão; sei que provoco o teu calção, sei que invoco, cheiro e libido, o membro rijo, imaginando a minha boca, sorvendo louca, tomando rouca, todas as gotas...e rio; Sei que me queres...no cio...Vai tocar uma...gozar na mão...e gozo, ai, como gozo...eu fecho os olhos, umidecida, dedos colados, seios e sexo, ânus e colo...e gozo, tua vagabunda...hehehe...adoro.
Me

2 comentários:

Max da Fonseca disse...

rs, começo com um sorriso.
O típico sorriso admirado.
Hoje gozei junto.

(Sugeri isso ao Thiers, vai a você também... por que não tira essa ferificação de palavras? Enche o saco isso.. rs)

Um beijo recíproco e oposto.

Gigio disse...

veja qual capa do mão branca ficará melhor no meu blog.
[]s